Postagens populares

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Homem morre eletrocutado ao tentar consertar micro-ondas com faca em SP


Um homem de 27 anos morreu ao tentar consertar um micro-ondas com uma faca de cozinha, segundo o Corpo de Bombeiros. O acidente aconteceu em sua casa, na rua Mario Magnusson, em Indaiatuba, a 98 quilômetros da capital paulista, na terça-feira (18). Segundo os bombeiros, a vítima tentava consertar o equipamento com o objeto ligado na tomada e acabou sendo eletrocutado. Ele só parou de receber a descarga elétrica, de 220 volts, quando sua mãe desligou o aparelho e puxou o filho para ele se desprender do micro-ondas.

Quando os bombeiros chegaram ao local, o homem estava de bruços, em parada cardiorrespiratória com hematomas no peito e queimaduras de terceiro e segundo grau no braço, antebraço e outras partes do corpo. Ele foi levado a um hospital, mas morreu.
O conselho do Corpo de Bombeiros de Indaiatuba é que ninguém tente consertar aparelhos elétricos por conta própria e nunca com ele ligado na rede elétrica

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

CRÉU DO JAPA - RECORDAR É VIVER

video

COMERCIAL DO CAFÉ SELETO

video

Irmãos brigam por maconha e vão presos após avó chamar a polícia

Briga começou no jardim, mas continuou dentro de casa.Justiça estipulou uma fiança de US$ 10 mil para cada um.

Os irmãos Antwon Willis, de 24 anos, e Curtis, de 22, foram presos pela polícia de Fort Pierce, no estado da Flórida (EUA), depois que brigaram por causa do sumiço de um pacote de maconha, segundo o 'Smoking Gun', site que reúne notícias policiais nos EUA.
Os jovens começaram a brigar no jardim e continuaram a trocar agressões dentro de casa por causa do desaparecimento da droga, que estaria escondida em um veículo. Eles acabaram presos depois que sua avó Bessie Willis, de 70 anos, ligou para o serviço de emergência da polícia. Curtis, que foi encontrado pelos policiais escondido em um armário, alegou que não sabia nada sobre o sumiço da maconha, mas destacou que seu irmão o culpou pelo desaparecimento da droga e começou agredi-lo.
A polícia não encontrou nenhuma droga no local, mas ambos foram presos e levados para a cadeia do condado de St. Lucie. A Justiça estipulou uma fiança de US$ 10 mil para cada um.